2005-10-27

Escrever II

O PRÉ-TEXTO
Há uma certa concepção romântica do escritor na medida em que a maioria das pessoas pensa que ele se senta em frente ao teclado e que o texto surge assim, caído do céu porque tem talento para a escrita e ponto final. Até pode ser verdade com alguns sobredotados linguísticos, mas não é de forma alguma o que acontece em geral.
Para escrevermos um texto sobre determinado tema, temos que organizar as ideias e só depois é que podemos escrever quando elas tiverem um fio condutor, daí a necessidade de se criar o pré-texto.
Imaginemos que o tema sobre o qual temos que escrever é os nossos passatempos. Que fazer para termos ideias? Eis algumas ideias:
1. Mapas Conceptuais:
Os mapas conceptuais são necessários, antes da elaboração de um texto porque nos permitem de definir as ideias principais e secundárias dentro de uma certa organização. No esquema, podemos ver a relação lógica e hierárquica entre as várias ideias e podem ser feitos nas seguintes formas gráficas:

O meu esquema preferido é o mapa de ideias ou também conhecido por mapa mental: Como aqui seria complicado em html fazer um mapa mental, vou usar um esquema de subordinação para organizar as ideias sobre passatempos: A. FILMES B. LEITURA C. MÚSICA D. INTERNET E. TRABALHOS MANUAIS F. AMIZADES Agora alargando o tema a. Filmes, vou ramificar: 1. Géneros: 2. Realizadores: 3. Actores e actrizes: Continuo a ramificar o 1. géneros: a) comédias b) acção c) ficção científica etc e assim sucessivamente Quando o mapa mental estiver todo preenchido ficarão com toda a informação sobre passatempos organizada e poderão escrever de forma mais linear.

2. Brainstorming:

Muito simples é escrever numa folha de papel todas as ideias que aparecem à balda mesmo as mais disparatadas. Quando as ideias acabarem, organizamos as ideias por temas ou por hierarquias.

3. Consultar dicionários e livros de citações:

Costumo muitas vezes para ter ideias ver as definições das palavras ou dos temas que me interessam desenvolver. Também costumo ir ver os meus livrinhos de citações pois as ideias dos outros podem ajudar-nos a ter ideias ou a relembrar coisas que tínhamos esquecido.

Estas são as 3 técnicas que mais utilizo para criar o meu pré-texto, se utilizares outras ficaria grata que as partilhasses connosco.

5 comentários:

Blogger Luís N disse...

Gostei especialmente do esquema de rectangulos (parece um robot deitado)mas apreciei toda a exposição.

10/27/2005 07:29:00 da tarde  
Blogger Assumida Mente disse...

Jacky,

Utilizo uma técnica antiquíssima, passada de geração em geração e muito, muito, muito elaborada: sento-me em frente ao computador e ataco o teclado, se ele replicar e disser que não quer ser incomodado, levanto-me, vou dar uma volta e viver a vida, já aprendi que tudo aquilo que é escrito (por mim) de outra forma não vale a pena. ;)

10/27/2005 07:53:00 da tarde  
Blogger Hipatia disse...

Ah! Boa! Estou a ver que já estás a alinhavar ideias para o desafio :))))

10/27/2005 08:12:00 da tarde  
Blogger wind disse...

xiiiiiiiii, és tão certinha:)))) Eu não consigo fazer isso. Ou sai, ou não sai;)

10/27/2005 10:01:00 da tarde  
Blogger jacky disse...

Tens razão, Luis, parece mesmo um robot hehehe ;)

AssumidaMente, também escrevo facilmente, mas não custa nada ensinar técnicas para quem não tem prática!

Pois claro, Hipatia, vou ver se escrevo a tua história no domingo :)

Quem disse que eu era certinha, wind? Não uso sempre estas técnicas quando escrevo, é óbvio, mas experimenta e vais ver que só tens a ganhar com isso!

10/28/2005 01:13:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home