2005-09-30

jogo de criatividade

Olhar para um objecto vulgar de uso diário de outra forma. Um clip serve para juntar folhas, mas e se desse para outras coisas? Vamos imaginar? Eu começo! Vários clips unidos em círculo fazem colares bem coloridos...

Modos de Amar, Maria Teresa Horta

Rabi Khan Modo de amar – I Lambe-me as seios desmancha-me a loucura usa-me as coxas devasta-me o umbigo abre-me as pernas põe-nas nos teus ombros e lentamente faz o que te digo: Modo de amar – II Por-me-ás de borco, assim inclinada... a nuca a descoberto, o corpo em movimento... a testa a tocar a almofada, que os cabelos afloram, tempo a tempo... Por-me-ás de borco; Digo: ajoelhada... as pernas longas firmadas no lençol... e não há nada, meu amor, já nada, que não façamos como quem consome... (Por-me-ás de borco, assim inclinada... os meus seios pendentes nas tuas mãos fechadas.) Modo de amar – III É bom nadar assim em cima do teu corpo enquanto tu mergulhas já dentro do meu Ambos piscinas que a nado atravessamos de costas tu meu amor de bruços eu Modo de amar – IV Encostada de costas ao teu peito em leque as pernas abertas o ventre inclinado ambos de pé formando lentos gestos as sombras brandas tombadas no soalho Modo de amar – V Docemente amor ainda docemente o tacto é pouco e curvo sob os lábios e se um anel no corpo é saliente digamos que é da pedra em que se rasga Opala enorme e morna tão fremente dália suposta sob o calor da carne lábios cedidos de pétalas dormentes Louca ametista com odores de tarde Avidamente amor com desespero e calma as mãos subindo pela cintura dada aos dedos puros numa aridez de praia que a curvam loucos até ao chão da sala Ferozmente amor com torpidez e raiva as ancas descendo como cabras tão estreitas e duras que desarmam a tepidez das minhas que se abrem E logo os ombros descaem e os cabelos desfalecem as coxas que retomam das tuas o pecado e o vencê-lo em cada movimento em que se domam Suavemente amor agora velozmente os rins suspensos os pulsos e as espáduas o ventre erecto enquanto vai crescendo planta viva entre as minhas nádegas Modo de amar – VI Inclina os ombros e deixa que as minhas mãos avancem na branda madeira Na densa madeixa do teu ventre Deixa que te entreabra as pernas docemente Modo de amar – VII Secreto o nó na curva do meu espasmo E o cume mais claro dos joelhos que desdobrados jorram dos espelhos ou dos teus ombros os meus: flancos na luz de maio Modo de amar – VIII Que macias as pernas na penumbra e as ancas subidas nos dedos que as desviam Entreabro devagar a fenda – o fundo a febre dos meus lábios e a tua língua Vagarosa: toma – morde lambe essa humidade esguia Modo de amar – IX Enlaçam as pernas as pernas e as ancas o ar estagnado que se estende no quarto As pernas que se deitam ao comprido sob as pernas E sobre as pernas vencem o gemido Flor nascida no vagar do quarto Modo de amar – X A praia da memória a sulcos feita a partir da cintura: a boca os ombros na tua mansa língua que caminha a abrir-me devagar a pouco e pouco Globo onde a sede se eterniza Piscina onde o tempo se desmancha a anca repousada que inclinas as pernas retezadas que levantas E logo são os dentes que limitam mas logo estão os labios que adormentam no quente retomar de uma saliva que me penetra em vácuo até ao ventre o vínculo do vento a vastidão do tempo o vício dos dedos no cabelo E o rigor dos corpos que já esquece na mais lenta maneira de vencê-los Modo de amar – XI ((Teu) Baixo ventre) Nunca adormece a boca no teu peito a minha boca no teu baixo ventre a beber devagar o que é desfeito Modo de amar – XII (Os testículos) Tenho nas mãos teus testículos e a boca já tão perto que deles te sinto o vício num gosto de vinho aberto Modo de amar – XIII (As pedras – As pernas) São as pedras meus seios São as pernas pele e brandura no interior dos lábios rosa de leite que sobe devagar na doce pedra do muco dos meus lábios São as pedras meus seios São as pernas Pêssegos nus corpo descascados Saliva acesa que a língua vai cedendo o gozo em cima... na pedra dos meus lábios Jogo do corpo a roçar o tempo que já passado só se de memória, a mão dolente como quem masturba entre os joelhos... uma longa história... Estrada ocupada onde se vislumbra (joelhos desviados na almofada ) assim aberta o fim de que desfruta o fruto do odor o fundo todo do corpo já fechado. Modo de amar – XIV (As rosas nos joelhos) São grinaldas de rosas à roda dos joelhos O âmbar dos teus dentes nos sentidos O templo da boca no côncavo do espelho onde o meu corpo espia os teus gemidos É o gomo depois... e em seguida a polpa... o penetrar do dedo... O punho do punhal que na carne enterras docemente como quem adormenta o que é fatal É a urze debaixo e o fogo que acalenta o peixe que desliza no umbigo piscina funda na boca mais sedenta bordada a cuspo na pele do umbigo E se desdigo a febre dos teus olhos logo me entrego à febre do teu ventre que vai vencendo as rosas – os escolhos à roda dos joelhos, docemente. Modo de amar – XV (A boca – A rosa) Entreabre-se a boca na saliva da rosa no raso da fenda na fissura das pernas Entreabre-se a rosa na boca que descerra no topo do corpo a rosa entreaberta E prolonga-se a haste a língua na fissura na boca da rosa na caverna das pernas que aí se entre-curva se afunda se perde se entreabre a rosa entre a boca das pétalas in Poesia Erótica Sei que este post ficou enorme mas penso que se devem ler todos juntos. Espero que gostem assim! :)

2005-09-29

Dormindo...

Estou com uma soneira... Quem me dera pôr o sono em dia. Um dia desses ainda me junto ao Lisbon Sleepless Club, se aceitarem uma gaiiija do Puarto. Durmo deitada de lado e em qualquer lado de cama. E tu, dormes bem? Em que posição e de que lado da cama? :) David Hamlet

Após o banho, nua - Fernando Py

Rabi Khan Após o banho, nua ainda, o corpo húmido ao meu encontro, visão, relembro, cálido êxtase, os seios entrevistos no decote frouxo, agora, nua, toalha molhando-se, ressurgem após o banho, fremindo, suave embalo, avidez de língua e mãos, nua, vens, perfume, sulcos na pele, ansiada espera, curvas, a entrega ao meu olhar, bocas, rosa túmida, pétala, sucção, espuma, resplandeces para mim, nua, após o banho.

Teste da sexualidade

2005-09-28

Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade

Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.

beijinho desejado

Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)

que animal amoroso és tu?

You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha

2005-09-27

Parabéns!

partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!

Que personagem da Mónica és tu?


Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)

ansiedade

roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?

Bedshaped, Keane

bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?

que lei de Murphy te persegue?

AB... Sexo III

Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?

2005-09-26

Expressões com animais

Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)

história escrita a várias mãos I

O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...

2005-09-25

Passeando pela blogosfera...

No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?

2005-09-24

bem comportadinha!

O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)

Don't leave my this way, The Communards

Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?

2005-09-23

Odeio despedidas

O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)

Preciso de ajuda!

Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*

2005-09-22

bilhar

Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?

susto

susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?

2005-09-21

Naci Orishas, Orishas

Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito

smiley adorável

kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)

abSexo II

Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...

2005-09-20

abSexo

Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)

Que brinquedo sexual és tu?

I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla

2005-09-17

sementes e frutos

Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...

Vestuário e acessórios sem U

Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!

2005-09-16

o grande sábio

O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D

2005-09-15

Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa

Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?

2005-09-14

1º filme de animação da Jacky

MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!

bit-relações

Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...

2005-09-10

Confidências nocturnas

Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...

2005-09-08

jacky mosaico

minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->

Teste de Sexualidade

|W|P|112815617349087115|W|P|Teste da sexualidade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 12:00:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Amor – pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva. Amor guie o meu verso, e enquanto o guia, reúna alma e desejo, membro e vulva. Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um. Integração na cama ou já no cosmo? Onde termina o quarto e chega aos astros? Que força em nossos flancos nos transporta a essa extrema região, etérea, eterna? Ao delicioso toque do clitóris, já tudo se transforma, num relâmpago. Em pequenino ponto desse corpo, a fonte, o fogo, o mel se concentraram. Vai a penetração rompendo nuvens e devassando sóis tão fulgurantes que nunca a vista humana os suportara, mas, varado de luz, o coito segue. E prossegue e se espraia de tal sorte que, além de nós, além da prórpia vida, como ativa abstração que se faz carne, a idéia de gozar está gozando. E num sofrer de gozo entre palavras, menos que isto, sons, arquejos, ais, um só espasmo em nós atinge o climax: é quando o amor morre de amor, divino. Quantas vezes morremos um no outro, no úmido subterrâneo da vagina, nessa morte mais suave do que o sono: a pausa dos sentidos, satisfeita. Então a paz se instaura. A paz dos deuses, estendidos na cama, qual estátuas vestidas de suor, agradecendo o que a um deus acrescenta o amor terrestre.|W|P|112790534418958213|W|P|Amor, pois que é a palavra essencial, Carlos Drummond de Andrade|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Gosto tanto deste smiley! Ele, ali a disfarçar, e ela, ousada, dá-lhe um beijinho! Ele fica surpreendido que até coloca a mão de lado. Depois, gosto dele lhe pôr a mãozinha nas costas. Que casal tão amoroso! :)|W|P|112790420022273015|W|P|beijinho desejado|W|P|jaleli@gmail.com9/28/2005 11:23:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|
You Are A: Pony!

ponyWho doesn't love a pony? You are one of these miniature horses, renown for your beauty and desired by many. Full of grace, you are a beautiful and very special animal, with a long, flowing mane that blows in the breeze.

You were almost a: Parakeet or a Duck
You are least like a: Squirrel or a ChipmunkThe Cute Animals Quiz
Visto na Blogotinha|W|P|112790423663102624|W|P|que animal amoroso és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 02:12:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|partyballoon.gif Quem entrou nos trintas hoje? Quem foi, hum? Muitos parabéns, Pedro! Meu amoramigo, companheiro de muitas insónias no msn! Obrigada pela tua amizade!|W|P|112790235854388988|W|P|Parabéns!|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:56:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|

Que personagem da Turma da Mônica® você é?

Eh pá! Quando vi este teste, fiquei cá com uma saudade de ler um livro de quadradinhos da Mónica! Pessoal, até já. Vou lá fora comprar um e já venho! (Ainda se vendem, não vendem?)|W|P|112790241216634533|W|P|Que personagem da Mónica és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 01:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|roerunha.gif Alguns, quando estão ansiosos, roem unhas. Outros, comem desalmadamente. Certas pessoas rabiscam folhas e outras tamborilam os dedos. Eu simplesmente deixo de comer e de dormir. E tu, como exteriorizas a tua ansiedade?|W|P|112790247465122034|W|P|ansiedade|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:54:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|bedtime.gif Many's the time I ran with you down The rainy roads of our old town Many the lives we lived in each day And buried altogether Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! I know you think I'm holding you down And I've fallen by the wayside now And I don't understand the same things as you But I do Don't laugh at me Don't look away You'll follow me back With the sun in your eyes And on your own Bedshaped And legs of stone You'll knock on my door And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! And up we'll go In white light I don't think so But what do I know? What do I know? I know! Esta canção entrou-me no ouvido. Fico sempre melancólica quando entra o Outono e o calor do Verão se esvai. Os dias ficam mais pequenos e sinto falta da luz. A sonoridade desta música e a letra encaixam bem com o meu estado de humor. Como gosto de cantarolar as músicas que me entram no ouvido, fui buscar a letra ontem. Gosto de compreender o que leio e coomo não sabia o que quer dizer bedshaped fui procurar ao dicionário. Não encontrei nem nos bilingues nem nos unilingues. Perguntei aos meus amigos ingleses e disseram-me que a palavra não existe, que é uma metáfora. Traduzindo à letra quer dizer «ter forma de cama». Ontem, em conversa com o Alegrão sobre a tradução de bedshaped, ele encontrou a explicação nesta entrevista! Obrigada! A canção fala de um amor passado que não era correspondido na altura e que, passados muitos anos, se reencontram. Acho bonito o refrão quando ele diz que ela o vai seguir com o sol nos olhos. :) Quem mais gosta desta canção?|W|P|112790253161453627|W|P|Bedshaped, Keane|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:46:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|

Qual Lei de Murphy te persegue?

Visto no Gomezzz|W|P|112790261423191029|W|P|que lei de Murphy te persegue?|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 12:49:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Não sou a cronista do programa mas aqui ficam as coisas que achei mais divertidas! * Um sutiã com almofadinhas de água! * Uns bóxeres com enchimento, que mais pareciam um edredon de penas! * O sémen é projectado a 45 km/h!!! * A glande do pato tem cornos e a glande do canguru parece dupla, tipo antena de televisão! :D E pronto. Vou ver se arranjo umas imagens das glandes dos bichos, porque foi realmente a parte que mais me divertiu. E tu, que achaste do programa?|W|P|112790256650372803|W|P|AB... Sexo III|W|P|jaleli@gmail.com9/26/2005 09:31:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Hoje, gostaria que me ajudassem a recolher expressões que dizemos todos os dias ligadas a animais. Ser burro (estúpido) Ser lesma (lento) Ser porco (estar sujo, não tomar banho, etc) Ter vida de cão (vida dura)* Entretanto, esta semana, vou republicar o post dos erros e do dicionário norte/sul, devidamente actualizado. Uma boa semana! * Mas não o meu que só come, dorme, vai passear e ainda é podre de mimo. Até para se ser cão, é preciso ter sorte... ;)|W|P|112772352490824015|W|P|Expressões com animais|W|P|jaleli@gmail.com9/27/2005 11:35:00 da manhã|W|P|Anonymous Anónimo|W|P|prefiro o alquimista.
o escravo do amor
:)9/28/2005 03:13:00 da manhã|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|É mesmo? Mas falava de minha pessoa ou do blog? Ou de ambos?


Boa noite! :)9/28/2005 11:06:00 da manhã|W|P|Blogger jacky|W|P|O meu favorito é As Valquírias, escravo do amor.

Falava da tua pessoa porque já me cruzei contigo em vários blogues que temos em comum e do teu blogue. Já lá devo ter estado ou num blogue gémeo do teu ;)
Um bom dia!9/26/2005 09:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|O processo é simples. Começo eu uma história e quem quiser vem continuá-la, sempre a partir do último comentário. A mesma pessoa pode participar várias vezes, desde que não sejam duas vezes seguidas. Quando a história ficar parada, se quiserem acabo-a a eu. A. Langston Kit, o gato leitor História escrita a várias mãos por Fernando F, Gotinha, jacky, Jotakapa, Lady Xanax, Moi, Yardbird, ... Era uma vez, um gato chamado Kit que tinha a mania de ler, enquanto estava na casa de banho. Naquele dia estava deliciado a ler o último livro de Umberto Eco e estava tão absorto na leitura que não se apercebeu do passar do tempo. De facto, já nem necessitava de continuar sentado na sanita. Mas o livro prendia-o de tal forma até que o telefone começou a tocar. O Kit salta da sua sanita, deita o livro para o bidé e corre para o telefone, não fosse a sua querida adorada Felicia a convidá-lo para um passeio na biblioteca nacional. Ele atende o telefone e para sua surpresa era a Katty, sua vizinha do 2º andar, a quem a máquina de lavar roupa, terá parada a meio da lavagem, sem qualquer aparente razão para isso. Pedia então a Kit, que lá fosse a casa para lhe dar uma ajuda. Sendo Kit um gato muito cavalheiro, logo se prontificou a correr em auxílio da vizinha, esquecendo por completo, tanto a sua amiga Felícia, que poderia a todo momento tentar ligar-lhe, como do seu livro do Umberto Eco que tão deliciosamente estava a ler na casa de banho. Tal foi a pressa que não reparou que, na pata esquerda, ia agarrado um bocado de papel higiénico. Subiu as escadas a galope fazendo o papel esvoaçar pelos degraus. Ainda a resfolgar, bateu à porta que se abriu de imediato: a Katty aparecia-lhe deslumbrante, mal envolta no seu roupão de seda Chanel, com o logotipo bem à vista, tão à vista como uma boa parte da sua anatomia, lustrosa e cheirosa. Pelo aroma que se libertava pelas escadas, notava-se que tinha acabado de sair de um dos seus banhos de espuma. De queixo pelo peito, olhou-lhe o focinho e ela deitou-lhe um daqueles bater de pálpebras que deixam um macho à beira do colapso. Ficou extasiado, o pobre Kit. Com tal sublime imagem, exalando aromas que lhe faziam crispar os pelos do dorso,sendo um gato pacato e recatado, ficou petrificado não sabendo o que fazer. Nunca lhe tinha acontecido tal coisa!! Nesse preciso momento, o seu apurado ouvido de felino, ouviu o telefone de sua casa no andar de cima. Era a sua adorada Felícia, desta vez tinha a certeza, mas tornou a enganar-se. Era um senhor do Circulo de Leitores a dar-lhe os parabéns pelo prémio ganho por ter sido considerado o melhor cliente de 2004. Um cheque no valor de 2500€ vinha mesmo a calhar, pensou o Kit e começa a rir às gargalhadas. Entretanto, a Katty ouve a barulheira e junta-se à festa e começa logo a fazer-se ao bife. Viagem, compras... tudo o que uma gata poderia sonhar. O Kit eufórico sai a correr de casa para se ir encontrar com a sua Felícia para lhe contar a novidade e os seus planos para gastarem o dinheiro. Ao chegar perto da casa da sua amada vê algo que o deixa maluco, desnorteado e cego de ciúmes. Ficou estático. Seguidamente, sendo um gato acima de tudo austero e pouco dado a manifestações exuberantes, contou até 10 para se acalmar,pondo-se então a congeminar o que faria a seguir. Olhou para o seu relogato, e verificou que eram 17H00. Decidiu ir para casa, esperando que pelo caminho, a brisa agradável que soprava, lhe resfrecaria as ideias. De momento não lhe saía da cabeça, a imagem da sua querida Felícia, empoileirada à janela do r/c de sua casa, conversando animadamente com o Ric, um belo e esbelto gato persa. Sentia que algo de anormal se passava. Aquela não era por certo uma inocente conversa de amigos. Teria de haver algo mais. Subitamente veio-lhe à memoria a imagem da sua vizinha Katty. Apressou o passo. Enquanto caminhava, Kit pensava... Ric tinha a mania que sabia muito e que tudo (e todas) lhe iriam cair aos pés. Além disso, era dono de uma enorme biblioteca de deixar qualquer invejoso, Isso deixava Kit, o gato leitor, ainda mais triste, porque o atacava naquilo que ele mais tinha orgulho: a leitura. Sabia há muito tempo que Ric apaparicava discretamente Felícia com elogios, enquanto que ela tinha um comportamento esquisito quando se falava dele entre amigos ou de qualquer assunto que se relacionasse com a dita figura (ou figurão). Felícia já em outras alturas tinha deixado dúvidas a Kit, mas ele sempre assumiu que era fruto da sua imaginação felina e do medo que tinha de imaginar que a sua bela gata se pudesse apaixonar por outro. Colocava as patas no fogo por ela, sabia-a incapaz de o enganar. Mas com Ric era diferente, os olhares cruzados, os elogios, as conversas, o gosto repentino de cada um deles por tudo aquilo que o outro gostava. Decidiu que era tempo de mudar alguma coisa naquela vida de gato (ou de cão). Voltou a concentrar a mente em Katty que há muito se insinuava e o tratava como um verdadeiro felino gosta. Correu mais confiante para casa, ainda cogitando o assunto. Anoitecia. Com o cair da noite, veio tambem uma brisa fresca não muito agradável. Kit lembrou-se então de uma citação que teria lido não se recordava onde: "Se não podes ter a gata certa, diverte-te com a errada". Não se enquadrando esta citação nos seus princípios, decidiu ainda assim ir ter com a Katty. Começava a levantar-se um vento frio, próprio do anoitecer no início da Primavera. Seria óptimo para estar aconchegado em casa, na companhia e, algo mais, da Katty. Chegou ao seu prédio. Entrou, e foi direito à porta de Katty. Surpreendentemente, esta estava com o seu deslumbrante Channel, à sua espera. Ronronava maviosamente. Kit não perdeu tempo...|W|P|112772357967247164|W|P|história escrita a várias mãos I|W|P|jaleli@gmail.com9/25/2005 12:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|No 6 + 1 & algo +, joga-se com as palavras encadeadas. No lirismo minimalista, escrevem-se poemas sobre sal e lágrimas. Estamos à espera do teu! Enquanto uns se esgotam de palavras , outros nascem para as divulgar... Nada como um Domingo de manhã, bem cinzento, para encher os olhos de beleza que este blogues tão bem sabem captar... Puta de Vida Outsider Oficina das Ideias Fragmagens Passo a Passo, que é feito de ti Manuela?|W|P|112765364940982965|W|P|Passeando pela blogosfera...|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 05:30:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O amorizade fez um ano dia 20 de Setembro e nem me dei conta! Que bem comportadinha eu ando. angel.gif Obrigada a todos os que me lêem: o amorizade é vosso! Um beijo despenteado mental à la jacky! miam.gif Assinado: jacky, a ex-exterminadora de blogues (?!) (Estou na blogosfera desde Julho de 2003. O meu profile do blogspot não me deixa mentir! Os blogues é que coitados não ficaram para contar a história...)|W|P|112765369442800455|W|P|bem comportadinha!|W|P|jaleli@gmail.com9/24/2005 03:21:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Linda Lane Don't leave me this way I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you So come on down and do what you've got to do Your started this fire down in my soul Now can't you see it's burning, out of control So come on down and satisfy the need in me Cos only your good loving can set me free Don't leave me this way I don't understand how I'm at your command So baby please don't leave me this way. Don't leave me this way Cos I can't exist I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you... Don't leave me this way Cos I can't survive, I can't stay alive Without your love, oh baby Don't live me this way I can't exist, I will surely miss Your tender kiss So don't leave me this way Oh baby, my heart is full of love and desire for you.. Entrou o Outono e fiquei mais saudosista que o costume. Tenho andado a ouvir esta canção que eu adorava quando era adolescente! Quando vi pela primeira vez o videoclip fiquei toda baralhada porque a voz feminina era dum homem e a mais masculina duma mulher! :) Há assim vozes que à primeira vista enganam. Nunca te aconteceu? Também quando ouvi a primeira vez músicas do Kenny G, convenci-me que ele era negro. Quando comprei o CD não queria crer que aquele loiro de longos cabelos encaracolados era ele! Enfim, preconceitos que iludem a mente... E tu, costumas criar imagens mentais de pessoas que desconheces, de cantores ou músicos, de vozes que nunca viste? Queres contar alguma situação em que estavas redondamente enganado(a)?|W|P|112765377791612507|W|P|Don't leave my this way, The Communards|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O que custa mais numa despedida é o receio de ser o último encontro, a última visão, o último abraço, o último beijo, o último sorriso, o último acenar antes da partida e depois ter de viver para sempre com esse vazio que nunca mais será preenchido... (Não ando nos meus melhores dias. Desculpem)|W|P|112765389103871583|W|P|Odeio despedidas|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 12:50:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Ando em busca de palavras! Daquelas que se dizem mal ou que são alteradas devido a sotaques, como por exemplo, amandar em vez de mandar; esquesito em vez de esquisito; hades em vez de hás-de; e por aí fora! Quem me dá uma ajudinha? (Actualização) Ainda estão a tempo de coleccionar mais umas palavritas para mim! Obrigada mesmo! :)*|W|P|112765382519859760|W|P|Preciso de ajuda!|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:45:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Eu e o Ricardo ficámos de jogar uma partidinha há uns tempos. Quem quer juntar-se a nós?|W|P|112765400447894603|W|P|bilhar|W|P|jaleli@gmail.com9/22/2005 08:56:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|susto.gif Quando tinha 13 anos, adorava pregar sustos a toda a gente. Uma vez, a minha mãe estava a falar com a minha cunhada junto à porta de casa e eu lembrei-me de ir de gatas até à porta. Depois, de repente, agarrei o tornozelo à minha cunhada e ladrei. Claro que ela apanhou um susto de morte. O problema é que ela estava grávida do meu sobrinho e até se sentiu mal! A minha mãe quase me dava um arraial de porrada! Aprendi a lição e nunca mais preguei sustos a ninguém, pelo menos, a grávidas! E tu? Não me queres contar um susto de morte que te tenham pregado ou que tenhas pregado a alguém?|W|P|112765396200258663|W|P|susto|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 08:34:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Esta música entrou-me no ouvido e parece-me ouvi-la em todo o lado. Até dá na série favorita do meu filho: os Morangos com Açúcar! E tu, qual é a música que não te sai da cabeça ultimamente? Rodero Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. El negocio no esta fácil queda poco pa' inventar Pa encontrar la melodía tienes que ser natural, Partir siempre de lejos cantar como el primero. Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual su dilema Cada loco con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Hijo de Chango yo Traigo rima flow Vengo con mi son Cayo dile yo Dejo rumba son con fonky fonky Mano pa' arriba la locas del jumpy Vamos a ver si te engancha esta Marcha como una plancha, Pa' escacharte como un chingón cuando Te coja el batallón, negron El vedado, vedado, barrio que le canto Con los niches a mi lado, estos que lo Hacen no son negros improvisados, Vedado, vedado cuidado. Para el que dice que el son me lo han robado. Para el que dice que el son me lo han robado. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Nos sentimos happy para partirte como en lápiz. Oíste socio, te pongo boca arriba este negocio, Del 97 vengo a filo de machete y ese que dijo que esto lleva..... Ya analizaremos ese insulto, por eso perrucho se puso como se puso, tu sabes lo que lucho día a día pa' poner la cubanía, Al flow que tu querías Al que nace con su gracia nadie se la va a quitar, Los Orishas si confían en lo que siempre te dan Cada cual con su dilema Cada uno con su tema Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Yo nací Orishas en el underground, oye si de cayo hueso si tu bare. Con los que dicen que cantan yo quiero cantar, solicito. Para los que dicen que el son me lo han robado. Los soneros de mi Cuba no se pueden olvidar. Vistes que buenos son Hay pero vistes En cada solar de cuba sigue el son bien agarrado. Con los que dicen que canta yo quiero cantar, solicito|W|P|112765437086104277|W|P|Naci Orishas, Orishas|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 12:33:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|kisshand.gif Ontem, andava à procura do fantasminha que atira um beijinho em forma de coração, mas não encontrei. Alguém tem que me arranje? Encontrei este que achei adorável. Acho tão romântico um homem beijar a mão a uma mulher :)|W|P|112765405406961355|W|P|smiley adorável|W|P|jaleli@gmail.com9/21/2005 09:20:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Só mais uns apontamentos de coisas que me lembrei e que merecem ficar registadas acerca do programa! * Um vibrador língua. * Preservativos com sabor a amora e ainda uns preservativos LIGHT pasmo.gif para quem não quer engordar! * Toalhas em latex para se fazer sexo oral seguro a uma mulher. * E finalmente, uma nova perspectiva para a película aderente que todos nós temos nas nossas cozinhas, que pode substituir a tal toalha de latex! lol.gif E pronto. Ontem, veio parar aqui alguém com a seguinte pesquisa no google: lamber roupa interior!!! pasmo.gif É assim... Errr lamber uma pessoa de uma ponta à outra, ainda posso entender, agora lamber um bocado de tecido??? com ou sem rendas? Bem é melhor parar por aqui...|W|P|112765430480694873|W|P|abSexo II|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:41:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Imagem daqui Estive a ver o programa abSexo na TVI, apresentado pela sexólogo Marta Crawford e o tema de hoje era Sexo Oral. Gostei do formato, do ambiente, do à vontade da sexóloga e principalmente das entrevistas de rua! * - Sabe o que é um fellatio? (ler felácio) - É quando fica mole? - Isso é flácido. - Ah então não sei o que é... * - Sabe o que é um cunnilingus? - Não, é algum bicho? * - Sabe o que é um cunnilingus? - Posso falar em Português correcto? - Pode. - É o homem lamber a c*** da mulher e eu gosto! * O mais engraçado foi descobrir que a maioria das pessoas não fazia a mínima ideia do que lhe estavam a perguntar! :) Não sabem falar em português? E pronto! Acho óptimo este tipo de programa para quebrar alguns tabus e para que as pessoas se desinibam e falem mais de sexo. Já agora, queria só dizer mais uma coisinha, é que os homens queixam-se que as mulheres são muito passivas e que não inovam. Pois eu quero confessar aqui uma coisa: nunca nenhum homem me deu lingerie sexy ou algum brinquedo para usar. E por isso pergunto: temos que ser nós a fazer tudo? (Os homens também fazem as mulheres que têm...)|W|P|112765444526093589|W|P|abSexo|W|P|jaleli@gmail.com9/20/2005 01:19:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|I'm a jelly dildo!
I'm a jelly dildo! I don't need any bells and
whistles - I have very basic needs and know how
to satisfy them, thankyouverymuch! This quiz brought to you by Uffish Thoughts
(www.uffish.com) and Blogwhore 2
(www.blogwhore.com)

What kind of sex toy are you?
brought to you by Quizilla|W|P|112765452999140993|W|P|Que brinquedo sexual és tu?|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:22:00 da tarde|W|P|jacky|W|P| Alan Sonfist Nos afectos, só se colhe aquilo que se semeia. Às vezes, certas pessoas apanham amizades e amores pelos caminhos, sem nunca os ter alimentado e os ter acarinhado. Essas plantas, por vezes, crescem assim selvagens, carentes de atenção, e dão-se a quem não merece. Hoje em dia, parece que entramos num ciclo de sadomasoquismo colectivo. Não comemos o fruto que fizemos crescer porque cobiçamos a árvore do vizinho. Os outros invejam as nossas plantas às quais não ligamos quase nada. Andamos assim numa roda gigante de encontros e desencontros, certezas e dúvidas, desejos e desprezos. Se queremos mesmo eternizar sentimentos grandiosos como os do amor, da amizade, da ternura e do enamoramento, temos que tratar as suas sementinhas com muita atenção, o máximo da disponibilidade efectiva e afectiva. Não deixem morrer as plantinhas à fome, à sede, ao silêncio e à indiferença. Nos afectos só se colhe o que se semeia e se acarinha ao longo do tempo...|W|P|112765460755666450|W|P|sementes e frutos|W|P|jaleli@gmail.com9/17/2005 02:19:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|Vamos encontrar o máximo de palavras de vestuário e acessórios de moda sem U? Eu começo! Gravata, colar, impermeável, biquini*, vestido... * este não vale, se não fosse a Duende, nem me dava conta!|W|P|112765470229265010|W|P|Vestuário e acessórios sem U|W|P|jaleli@gmail.com9/16/2005 09:03:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|O meu filhote fala muito e tem muito sentido de humor. Nisso sai ao pai e à mãe. Mas não pára. É capaz de estar a falar horas e horas e horas. Às vezes, gostava mesmo de saber onde é que fica o botão de desligar para poder dar descanso aos meus ouvidos. Ontem, estávamos na praia de Matosinhos e enquanto comíamos um gelado, ele blablabla. - Sabes, mamã, no outro dia, vi um grande sábio num documentário e ele blablabla. E então, blablabla e depois blablabla. O grande sábio, uma vez, sentou-se assim (e pôs-se de pernas cruzadas e mão pousadas nos joelhos) e sabes que mais? Ficou assim parado sem se mexer durante 3 dias e 3 noites. Estás a ver? Sem pestanejar nem mexer um músculo nem nada. E sabes o que aconteceu? Ao que eu respondi: - Morreu de tédio? E ele já a desfazer-se em gargalhadas: - Ó mamã! Hihihihihihihihi E assim se calou por uns minutos! :D|W|P|112765481426468046|W|P|o grande sábio|W|P|jaleli@gmail.com9/15/2005 09:40:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Mick Payton Eu não sei, que mais posso ser um dia rei, outro dia sem comer por vezes forte, coragem de leão às vezes, fraco assim é o coração eu não sei, que mais te posso dar um dia jóias; noutro dia o luar, gritos de dor, gritos de prazer que um homem também chora quando assim tem de ser. Foram tantas as noites sem dormir, tantos quartos de hotel amar é partir... promessas perdidas escritas no ar e logo ali eu sei... Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Sentado na poltrona, beijas-me a pele morena fazes aqueles truques que, aprendeste no cinema Mais! peço-te eu, já me sinto a viajar pára, recomeça e faz-me acreditar Não, dizes tu, e o teu olhar mentiu, enrolados pelo chão no abraço que se viu é madrugada ou é alucinação, estrelas de mil cores, extasy ou paixão hum, esse odor, traz tanta saudade mata-me de amor, dá-me liberdade deixa-me voar, cantar e adormecer Tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu sonhei tu serás assim tudo o que eu te dou tu me dás a mim tudo o que eu te dou Apesar do Pedro Abrunhosa não ter grande voz, continuo a achar que esta é uma das mais bonitas canções de amor portuguesa que já ouvi, bem melancólica como eu gosto... E tu, quais são as tuas canções de amor portuguesas que mais gostas?|W|P|112688775835869554|W|P|Tudo o que te dou, Pedro Abrunhosa|W|P|jaleli@gmail.com9/23/2005 07:28:00 da tarde|W|P|Blogger Bananas|W|P|Brindemos ao amor, pois :)9/25/2005 01:18:00 da tarde|W|P|Blogger Thiago Forrest Gump|W|P|Realmente a letra é sublime. Queria ouví-la. :)9/14/2005 09:37:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|MoonSun, só é pena dar tão rápido! Visto no blogue A Funda São, com filmes bem melhores que os meus!|W|P|112688780459914181|W|P|1º filme de animação da Jacky|W|P|jaleli@gmail.com9/14/2005 11:35:00 da manhã|W|P|jacky|W|P| Se houvesse uma tipologia de pessoas através dos lenços, eu seria certamente um velho lenço de pano. Não sou uma pessoa descartável. Não uso e abuso dos outros e, depois os deito fora, quando já não me servem. Ninguém é perfeito e muito menos eu. Sou orgulhosa, não dou o braço a torcer e tenho tendência para sobrecarregar-me de trabalho, porque não sei delegar. Sou impaciente. Tenho dias perfeitamente esquizóides, em que me apetece ficar completamente sozinha e não falar com ninguém. Sou impulsiva. Sou, por vezes, bruta a dizer as verdades. Quando me irrito a valer, grito e bato com as portas. Vivo tudo muito intensamente e sou incapaz de ser indiferente. Também sou meiga e ligada aos afectos. Sou leal e sou fiel. Quando gosto de alguém, gosto para sempre, mesmo que me desiluda, mesmo que me ofenda. Talvez seja masoquismo, talvez seja má memória, mas sou incapaz de odiar alguém ou de guardar rancor. Quando passa a mágoa, guardo apenas o que houve de bom e esqueço o resto. Nos bit-afectos, sou igual. Ligo-me da mesma forma às pessoas. Não crio muitas expectativas até conhecer as pessoas realmente, pois há sempre uma tendência para idealizar ou conceptualizar o outro. Sou incapaz de bloquear uma pessoa no messenger só porque foi desagradável. Nunca bloqueei emails de pessoas, mesmo quando eram impróprios. Nunca bani ips, mesmo quando me ofendiam. Talvez por isso me aborreça, quando me dou conta que deixei de ver alguém no msn, quando estava sempre lá e penso que me bloqueou sem saber o motivo. Talvez por isso me entristeça, quando alguém não responde aos meus sms e aos meus emails, sem razão aparente. Fico com pena que as pessoas simplesmente façam delete, em vez de debater ideias, em vez de esclarecer as palavras de que não gostaram. Fico com pena por não entender o que se passou, se disse ou fiz algo que magoou, ou se foi algo que não fiz ou não disse. Gosto de compreender os porquês das coisas... Já sei que vão dizer que eu deveria viver mais a realidade e menos o virtual, mas estou muito tempo presa em casa e já me habituei à acessibilidade de ter sempre alguém à mão para conversar a qualquer hora do dia e da noite. Tenho feito amizades fantásticas através da internet e da blogosfera. Tenho dado e recebido muito apoio online. Tenho visto nascer e morrer muitas relações virtuais. O saldo tem sido sempre positivo. A internet é um local como outro qualquer para se conhecer pessoas e encontrar alguém com os mesmos gostos e afinidades. As desilusões até agora têm sido mínimas. Sou um velho lenço de pano. Já enxuguei muitas lágrimas tristes e alegres. Já colhi baba e ranho mas, como sou de pano, lavam-se as mágoas e renovam-se os afectos. Podem desbloquear-me, telefonar-me, mandar email e sms, que prometo responder sempre...|W|P|112688785995348684|W|P|bit-relações|W|P|jaleli@gmail.com9/10/2005 12:08:00 da manhã|W|P|jacky|W|P|Nasci no Inverno, quase à meia-noite, e assim fiquei tecida de noite. Gosto de estar acordada até tarde, de conversar no msn com quem passa e se demora comigo. Depois, ando toda a manhã podre de sono porque me custa imenso levantar cedo e nunca descanso o suficiente... Hoje, aconteceu-me algo estranho. Apareceu-me um dos meus amigos londrinos e convocou uma conversa via webcam. Não tendo uma, fiquei a vê-lo. Estava com muito mau aspecto: olhos injectados, em tronco nu, impensável para o gentleman que eu conheci lá. Estava muito bêbado. Perguntei-lhe porque bebia se o fazia sentir mal. Disse-me que se sentia só. Respondi-lhe o que sempre digo nessas ocasiões, que a solidão existe na nossa cabeça, que o sentir-se só é um estado de espírito, que ele não devia sentir-se só porque há imensa gente que o ama e que gosta dele... Quando me respondeu, entendi. Está apaixonado e acha que não é retribuido. É estranha essa sensação de achar ou saber que quem amamos, não nos ama de volta e a consequente sensação de vazio, de despovoamento do planeta. Falta aquela pessoa e é como se resumisse o mundo inteiro. Que poder tem então essa pessoa sobre nós sem o saber! Ninguém deveria se apoderar de nós assim. Que se passa então? Talvez um reviver de abandonos passados, de rejeições anteriores, mágoas que nunca sararam. O que devia ser apenas uma chuvada com trovoada, seguida de bonança, transforma-se numa imensa tempestade que tudo assola, devastadora do próprio ser... Não deveria ser assim! Não pode ser assim! É preciso retroceder e lamber todas essas feridas por cicatrizar. Fechá-las uma por uma. Aprender a conviver com elas e depois, sim, lidar com a rejeição do presente e dar-lhe o valor que ela tem, não multiplicada pelo passado. Foi-se deitar. Fiquei a pensar nele e no seu desgosto amoroso. Espero que amanhã acorde apenas com dor de cabeça e não com dor de alma. E se ele não se lembrar que falou comigo a cair de bêbado, talvez seja melhor assim...|W|P|112688812013581436|W|P|Confidências nocturnas|W|P|jaleli@gmail.com9/08/2005 03:49:00 da tarde|W|P|jacky|W|P|minijackyflorida.jpg Faz também o teu mosaico! Vi na BLOGotinha. Dá para fazer com imagens de pesquisa ou com temas. Eu escolhi flores. Fico ou não fico, mais bonita, assim tão florida? ;)|W|P|112688818193096768|W|P|jacky mosaico|W|P|jaleli@gmail.com-->