2005-12-02

115. Omnipresente II

Fico sem pudor Quando, por ti, arde o desejo Mesmo sem estares