2005-12-07

considerandos sobre o amor XVI

Virginia Dixon Amor e admiração andam de mãos dadas. Seria incapaz de amar alguém que não admirasse, alguém de quem não sentiria um certo orgulho por estar a seu lado. Há algo na pessoa que amamos que está de uma certa forma acima de nós, uma característica que não temos (mas que gostaríamos que fizesse parte de nós), um talento que nos faz maravilhar todos os dias um pouco. Julgo inclusive que um dos motivos por que a atracção inicial e/ou o amor se esfumam tão depressa é devido a comportamentos e acaracterísticas da personalidade do outro que nos desiludem e que fazem com que se deixe de o admirar. Às vezes, é simplesmente um encarar da realidade: a pessoa que tínhamos endeusado ou idealizado, afinal não corresponde às nossas (altas) expectativas. Outro problema das relações de hoje é que as pessoas, para admirarem alguém, precisam de capacidades, talentos, comportamentos cada vez mais elevados; necessitam que o outro corresponda a critérios cada vez mais exigentes, tanto em termos de beleza física como em intelectualidade e inteligência, além de um sem fim de aptidões e qualidades. Talvez, por isso, cada vez menos, as pessoas se prendam porque andam em busca de um ser perfeito para admirar que existe apenas na sua imaginação, porque muitas pessoas, comparando-se aos padrões de beleza e de excelência da sociedade moderna, sabem que não têm hipótese e simplesmente desistem de se mostrarem e de se fazerem amar. Amor e admiração andam de mãos dadas. Basicamente, amoradmiro pessoas inteligentes, tolerantes, meigas, com sentido de humor e com valores. E tu?

4 comentários:

Blogger wind disse...

Opá pergunta difícil. Para mim tem de ser alguém que me surpreenda sempre, senão caio na rotina e desinteresso-me. Acho que estou à espera do príncipe encantado que não existe:) Mas tem de ser honesto, não mentir, sincero, olhar olhos nos olhos, partilhar ideias e coisas materiais, enfim, se fosse a escrever tudo, nunca mais saía daqui;)

12/07/2005 12:43:00 da tarde  
Blogger digoeu disse...

o amor eleva, portas-te melhor, mostras-te melhor, tornas-te melhor...por estímulo, por entusiasmo, por alegria feliz!
;)
e, claro, "coisas mornas não afectam o paladar"!!!
;)

12/07/2005 02:26:00 da tarde  
Blogger Sonhador Acordado disse...

"inteligentes, tolerantes, meigas, com sentido de humor e com valores"
Acho que está tudo dito. Eu acrescentaria Honestas e Sinceras,
mas os Valores já têm que ver com isso.

12/07/2005 02:43:00 da tarde  
Anonymous Insueto disse...

Antes da inteligência, tolerância ou meiguice, há que haver "respeito". Este é o valor de que não abdico na minha relação de sete anos e que, sem dúvida, sempre contribuiu para que ela fosse, e continue a ser, cor-de-rosa. Se houver respeito, há amor incondicional. Se eu repeitar os seus erros, os seus defeitos, as suas ideias, e se o contrário também acontecer, então é possível ter um príncipe encantado, é possível viver um conto de fadas.

12/09/2005 02:05:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home