2006-02-15

Considerandos sobre o amor XXVI

Quando duas pessoas se apaixonam, costuma haver algo em comum: algumas afinidades, gostos ou paixões semelhantes, hábitos iguais ou hobbies partilhados. A tendência é então de apostar no que une ou de tentar mudar o outro de forma a espelhar-nos o mais possível. Talvez seja por isso, que aos Domingos se vejam tantos homens pendurados no varandim em frente à Zara no Norteshopping (a Ponto Azul sugeriu que reforçassem aquela zona do shops, não vá o diabo tecê-las!), enquanto as mulheres vestem e despem roupas lá dentro. Também há a versão do homem que lá entra contrariado e que diz à namorada que o saco de batas que ela tem vestido lhe fica a matar, só para se ver livre das compras. Lindo é também ver as mulheres enfiadas dentro dos carros com ar de tédio enquanto os maridos ouvem encantados os relatos no auto-rádio... Nestes casos, acho que cada um deveria fazer aquilo que gosta sem forçar o outro, talvez com outras pessoas que partilhem esses gostos. O ideal era inventarmos desejos, passatempos e hábitos novos para termos em comum. Assim ninguém terá de ceder e poder-se-á reinventar a relação e avivar o desejo no dia a dia...

Imagem encontrada aqui

6 comentários:

Blogger wind disse...

Concordo inteiramente contigo:)

2/15/2006 10:53:00 da manhã  
Anonymous eco de mim disse...

há coisas q são do gosto de um, mas q dá p/partilhar; outras são tão específicas q é melhor fazer sozinho, ou c outras pessoas.

2/15/2006 11:18:00 da manhã  
Anonymous Moriana disse...

julgo que essa "necessidade" de andar ao fim-de-semana de braço dado com a nossa "cara-metade" é somente um hábito que se adquire. Ser a cara-metade ou a amiga(o), é totalmente indiferente. Mas também não partilho da ideia de que um casal que se ame precise "inventar" coisas que possa fazer em conjunto e que agrade a ambos.
JUNTOS caminhamos na vida, se for essa a vontade dos dois. JUNTOS fazemos amor, JUNTOS discutimos assuntos. JUNTOS sorrimos pelos objectivos que JUNTOS alcançamos, seja a casa,os filhos ou uma viagem. Para amar é preciso aprender a libertar o outro dessa ideia de obrigação ou sacrifício.
Mas gostei deste post! Bem hajam por se dedicarem a reflectir sobre o amor!

2/15/2006 02:53:00 da tarde  
Blogger ponto azul disse...

E digo mais:Cuidado com os torcicolos, pois quando está a dar futebol no Shops os homens passam-se!LOL Bjs :-)

2/16/2006 03:18:00 da tarde  
Blogger ponto azul disse...

E digo mais:Cuidado com os torcicolos, pois quando está a dar futebol no Shops os homens passam-se!LOL Bjs :-)

2/16/2006 03:19:00 da tarde  
Blogger fgs disse...

loooool saco de batas loooollll

2/20/2006 12:17:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home