2006-04-16

Pesar...

Quando inventaram o automóvel, será que tinham noção do quanto ele podia vir a ser mortífero?
Sim, eu também tenho carro. Sim, às vezes, também carrego no acelerador. Sim, é-me muito útil e já vivi muitos bons momentos graças aos meus 3 carrinhos, sempre fiats e em 2ª mão: 126, uno e cinquecento. Mas...
Não, nunca conduzi alcoolizada. Não, nunca aceitei boleias de amigos já bem bebidos. Não, não conduzo à maluca depois duma noitada! Não, não ando com crianças atrás sem cadeirinha. Não, não dou boleia a ninguém que não use o cinto de segurança no meu carro.
Ainda, não se sabe as causas do acidente em que o Francisco, o Dino dos Morangos com Açúcar, faleceu ontem, mas que sirva para alertar os jovens para os perigos da velocidade e do álcool. Gostava de o ver na série, que costumo seguir com o meu filhote. Era o mais alegre de todos e agora não voltaremos mais a vê-lo. Como ele, todos os anos, morrem centenas de pessoas no nosso país. Por favor, tenham cuidado a conduzir!

9 comentários:

Blogger wind disse...

Confesso que há anos já conduzi com álcool, mas ao contrário de muita gente, guiava devagar. Fui inconsciente, eu sei, mas fi-lo. Quanto ao jovem, lamento a sua morte.

4/16/2006 10:38:00 da tarde  
Blogger Hindy disse...

A vida prega-nos partidas mas muitas vezes são as pessoas que brincam com ela...
É triste ver partir alguém tão jovem!

4/17/2006 01:02:00 da manhã  
Blogger Insueto disse...

Das coisas que tenho mais medo, o acidente de carro está sem dúvida nos primeiros lugares. Infelizmente, já perdi amigos devido às loucuras na condução, já vi outros ficarem gravemente feridos e com lesões para o resto da vida e já sofri na pele um acidente, cujo condutor do carro que me bateu não só estava bebado como drogado. É triste ver a irresponsabilidade de uma geração que tem tudo para viver de forma segura: informação, tecnologia... Irresponsabilidade esta que afecta não só o cupado como, infelizmente e cada vez mais, os inocentes. De que vale pedirmos estradas bem sinalizadas, sem buracos etc. etc., se nem tomar uma decisão básica como "não vou conduzir porque bebi demais" somos capazes de tomar?

4/17/2006 01:24:00 da manhã  
Blogger Ana_P disse...

Irónico como o mais alegre da novela que construirá a personalidade dos nossos jovens morre assim, sem sentido, dentro de um carro...
Se é que é possível a moral das histórias alheias, que esta história sirva para criar jovens e cidadãos mais conscientes da responsabilidade que é um volante nas mãos!

4/17/2006 01:55:00 da tarde  
Blogger Sonhador Acordado disse...

Se os condutores não aprenderem a ser responsáveis, não há leis, fiscalização, nem tecnologia que nos valham. Coisas tão simples como não conduzir alcoolizado, usar o cinto, manter distância em relação ao carro da frente, olhar bem e sinalizar antes de manobras como mudar de faixa, poderiam evitar muitos acidentes. Quem sabe estes posts podem mentalizar mais alguns condutores?

Bjs

4/17/2006 02:27:00 da tarde  
Blogger Alegrao disse...

Não conhecia o jovem nem via a novela, mas estou surpreendido pelo choque que está a causar, não se fala de outra coisa.
Espero que pelo menos sirva de exemplo a muita gente. E deixem lá de falar na geração, que não tem nada a ver... A minha geração já foi chamada "Geração rasca", não existe "geração rasca", tal como na geração do rapaz, sempre existiu gente a conduzir sob o efeito do álcool

4/18/2006 01:28:00 da manhã  
Anonymous Nena disse...

Sinto a perda do " Dino ", não só pela figura mediática que era, mas também pelo facto de ser alguém com família, que tinha projectos de vida e ainda muito que descobrir. Há uma semana também senti bem de perto a perda de alguém próximo, devido a um acidente. Faleceu o melhor amigo do meu irmão, o Hugo tinha 17 anos - era um míudo. Tinha uma alegria de viver e a sua paixão eram as bicicletas. Foi assim que ele encontrou a morte...
Onde quer que estejas olha pelo Rui...

4/18/2006 11:43:00 da manhã  
Blogger jacky disse...

Sempre houve e continuará a haver jovens a morrerem ao volante, embriagados ou não, ultrapassando limites de velocidade ou não. Continuarão a morrer inocentes que estavam no local errado à hora errada e só temos que lamentar tudo isto... A morte é sempre trágica nestas circunstâncias!

Beijinhos para vocês, wind, hindy, insueto, ana p, sonhador acordado, alegrão e nena :)****

4/18/2006 11:56:00 da manhã  
Blogger ponto azul disse...

Infelizmente tenho lido bastantes coisas sobre a morte do Francisco, através dos jornais ou até pelos comentários dos colegas...a causa seria mesmo a alta velocidade a que vinha, despreocupado às 4 da manhã...as estradas não são seguras, e ainda continua muita gente a conduzir como se as nossas estradas fossem pistas de corridas...lamento.

4/18/2006 11:57:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home