2005-11-20

considerandos sobre o amor IV

Os psicanalistas dizem que o encontro amoroso acontece quando há o encaixe de duas neuroses. Freud dizia que só encontramos o que existe já no nosso inconsciente e Marcel Proust que no amor, só se encontra o que se imaginou primeiro... Jean-George Lemaire que se debruçou sobre o encontro amoroso diz que é uma colisão inconsciente de duas neuroses complementares. Há alguém que entra em diálogo com a criança que érmoa, daí a ideia de familiaridade, de se conhecer o outro desde sempre. Pode até ser uma explicação bastante verosímel mas acho-a duma falta de poeticidade atroz... E tu, que achas?

3 comentários:

Blogger wind disse...

Pela minha experiência não acredito nessas teorias. Acho sim, que não há acasos e depois ao longo do tempo descobrimos o porque gostamos da pessoa. Mas mesmo se não descobrirmos, não faz mal, pois nem tudo tem de ter explicação:)

11/20/2005 03:00:00 da tarde  
Blogger jolaze disse...

há coisas inexplicaveis...
uma delas é o amor.
bjs

11/20/2005 03:13:00 da tarde  
Blogger jacky disse...

wind e jolaze, só ando a recolher umas ideias de uns artigos que andei a ler sobre o amor :)
Beijinhos :)****

11/20/2005 08:51:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home