2006-01-27

Considerandos sobre o amor XXII

Amores de outrora... Há muitos costumes encantadores que se perdem com o tempo. Um deles, era o uso que as senhoras de antigamente faziam do seu leque.
O leque servia para expressarem sentimentos de forma segura. Por vezes, escondiam-se nele. Outras vezes, lançavam olhares que prometiam beijos de bocas misteriosas.
Falava-se menos. O olhar dizia tudo. As mulheres não precisavam de se exibirem nem de se exporem. Fazia-se o culto da sedução e da corte.
Além do mais, eram e são muito agradáveis para abanar ideias negras da mente, com um simples abanar, uma ligeira brisa que refrescava...
Às vezes, gostava de viajar no tempo e passar um dia no tempo dos leques...

7 comentários:

Blogger ponto azul disse...

Por acaso é muito giro isto dos leques, porque não havia muita "conversa" nos bailes...era tudo por sinais de leques:fechado-cuidado; entreaberto-podes vir, etc...Bjs :-)

1/27/2006 10:41:00 da manhã  
Blogger Joao disse...

Olha o Klimt :) Onde é que anda "O Beijo" da Jacky? No próximo mês vou vê-lo ao vivo ;)

1/27/2006 11:00:00 da manhã  
Blogger jacky disse...

Pois era Ponto azul :)

Continua na minha sala, João! És um sortudo. Depois tens que me contar como é ao vivo! :)

1/27/2006 02:25:00 da tarde  
Blogger wind disse...

Acho que agora não achava muita piada:)

1/27/2006 04:33:00 da tarde  
Blogger digoeu disse...

tenho vários. a minha avó sempre usou para o calor tórrido do Algarve.Herdei o gesto e o gosto.Imprescindível no Verão.

1/27/2006 06:47:00 da tarde  
Anonymous eco de mim disse...

as senhoras, mas só as da nobreza e as da burguesia pq as do povo ñ tinham esse tipo de acessórios! o amor escondido p um leque é um conceito interessante e mto explorado literariamente. gostei mt do teu texto! =)

1/28/2006 05:01:00 da tarde  
Blogger jacky disse...

wind, achavas pois! Nem que fosse só para refrescar ;)

Digo eu, tens que tirar uma foto para a gente ver ;)

Obrigada eco, não deixas de ter razão, nem me tinha lembrado disso...

2/05/2006 11:39:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home