2005-11-07

Desejo V

Ele era tipicamente noctívago, não porque andasse de discoteca em discoteca, mas porque durante a noite, podia dedicar-se inteiramente aos seus pensamentos e aos seus sonhos sem ser interrompido. Não era propriamente uma pessoa muito popular. Não era nem introvertido nem extrovertido. Apenas gostava de falar o menos possível. Quando estava com algum problema por resolver, gostava de se fechar na sua caverna. Às vezes, ficava lá tanto tempo que o seu silêncio chegava a ser malcriado, quase um insulto. Geralmente, as mulheres, ou o idolatravam e faziam tudo por tudo para agarrar a sua atenção, ou então desistiam perante tanto mutismo. Gostava de se fechar no seu mundo paralelo para pensar nela, a mulher desejada. Era uma das poucas que o conseguia invadir pelas palavras, pela sua persistência, pela sua generosidade e pela sua inteligência viva. O mais engraçado de tudo é que a desejava, mas nunca a tinha visto. Tinham-se conhecido num chat numa noite em que ambos se sentiam particularmente sozinhos. Já a tinha visto em fotografia, porém, imaginava-a bem mais bonita. As fotografias fixam momentos e expressões que acabam por cristalizar e ela era tudo menos rigidez. A ser, teria de dançar num holograma em movimento. Certas noites, em que a solidão o oprimia já não ía a chats. Aparecia no messenger à sua procura e teclavam. Se não estava, imaginava o encontro. Imaginava o seu cheiro, o som alegre do seu riso, o sabor da sua boca, o toque da sua pele. Imaginava o que lhe diria e o que ela responderia. Imaginava-a deitada num quarto de hotel, nua, desejosa dele. Imaginava tanto que chegava a adormecer, desejoso e desejado, e os sonhos continuavam pela noite dentro, envoltos em nevoeiros fantásticos, parados no tempo e em highspeed. Certas manhãs, acordava ainda envolto nela e até conseguia respirar o seu perfume. Um dia, teriam mesmo de se encontrar. Um encontro? Talvez não. Tinha demasiado medo de perder o cheiro dela, quando o sonho se esfumasse em realidade... (28.04.2005)

3 comentários:

Anonymous Sou o Eco de mim mesma! disse...

medo de conquistar? às xs acontece! ;)

11/07/2005 08:37:00 da manhã  
Blogger wind disse...

É o problema do virtual.

11/07/2005 10:27:00 da manhã  
Blogger jacky disse...

:) tanta gente de pés e mãos atados pelo medo.
Obrigada Eco e wind por comentarem :)****

11/07/2005 08:22:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home