2005-11-24

considerandos sobre o amor VIII

Dizem que um amigo é aquele que nos aceita como somos verdadeiramente. É alguém consciente dos nossos defeitos e das nossas falhas e que, mesmo assim, gosta de nós. Dizem que somos muito mais tolerantes com os amigos do que com os nossos amores. Não entendo. Não consigo conceber amor sem amizade, por isso, não deveríamos também tolerar e perdoar quem amamos?

7 comentários:

Blogger wind disse...

De facto é diferente nas nossas cabeças e sentimentos. Do amor acho que mesmo inconscientemente se exige mais que de um amigo. Não é por acaso que se diz:" o os amigos ficam, os casos podem ficar ou não".

11/24/2005 09:02:00 da manhã  
Anonymous Xuk disse...

Também se tolera e perdoa a quem amamos, depende de pessoa para pessoa, mas exige-se muito mais da pessoa com quem se está do que se exige dum amigo. Por vezes nem é porque a pessoa tenha feito algo de tão errado assim, mas sim porque de alguma forma não correspondeu aquilo que esperava-mos dela. Aos poucos a soma dessas pequenas desilusões vai fazendo com que ela se torne menos a pessoa que idealizá-mos na nossa cabeça e eventualmente damos por nós com alguém que já não é quem se amava, pelo menos aos nossos olhos.

11/24/2005 12:34:00 da tarde  
Blogger Alegrao disse...

O amigo aceita a nossa maneira de ser. Mas para além disso, o amigo deve contribuir para que nos tornemos pessoas melhores, ajudando-nos a combater esses mesmos defeitos. E digo ajudando porque normalmente esses defeitos são características tão enraizadas que só o próprio, lutando consigo mesmo, consegue vencer.
Eu também não consigo conceber o amor sem amizade, mas talvez sejamos mais severos com os nossos amores por ser(em) a(s) pessoa(s) com quem mais proximidade temos.
Um beijo

11/24/2005 11:10:00 da tarde  
Blogger jacky disse...

Mesmo assim, wind, acho que deveríamos ser mais tolerantes ;)

Para isso acontecer, xuk, teríamos de idealizar demasiado alguem e nao gostar da pessoa realmente. Seria amar mais um holograma do que uma pessoa em corpo e alma :)

Não acho que se consiga mudar um amigo, Alegrão, apenas podemos acompanhá-lo e aceitá-lo como é, mesmo se nem sempre acata os nossos conselhos...

11/25/2005 12:05:00 da manhã  
Blogger PmA disse...

Quanto maior o sentimento de intimidade, maior o sentimento de dano com e na traição.

11/25/2005 03:00:00 da manhã  
Blogger Atlantys disse...

Comigo é exactamente como diz a Winda, os AMIGOS ficam para sempre, os amigos ou os amores nem sempre, por isso sou mais exigentes com esses...

11/25/2005 09:28:00 da manhã  
Blogger jacky disse...

Isso é verdade Pedro, maior a intimidade, maior é a mágoa na traição...

Sim, atlantys, mas porque é mais exigente no amor?

11/25/2005 08:06:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home